Bibliotecal

title.jpg

Sempre com o objetivo de incentivar a leitura e ampliar a formação de leitores no país, a Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto concorreu e venceu o ProAC Editais, com o projeto Bibliotecal. Com apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e em parceria com o Senac, a Secretaria Municipal da Cultura e Educação, o projeto Bibliotecal tem como principal objetivo tornar a Biblioteca Municipal Guilherme de Almeida mais conhecida na cidade, de forma a aumentar o número de usuários do espaço e valorizar a literatura em bibliotecas municipais. “Criamos uma agenda de atividades que visa dinamizar a leitura na esfera municipal, facilitando o acesso da população de Ribeirão aos livros e às histórias e, consequentemente contribuir para elevar o número de leitores da nossa cidade”, explica a jornalista Dulce Neves, presidente da Fundação do Livro e Leitura.

A agenda do projeto prevê atividades culturais como vivências com visita de estudantes à biblioteca com a oportunidade de retirar um livro para leitura, contação de histórias, oficinas, palestra e leituras dramáticas (realizadas pelos alunos do Senac).

A primeira atividade do projeto, aconteceu no dia 13 de Fevereiro, com a apresentação de intervenção do artista plástico Jair Correia. O artista desenvolveu uma criação para sinalizar o caminho ao acesso dos livros para a porta de entrada da Biblioteca Municipal Guilherme de Almeida, localizada no Complexo Cultural Alto do São Bento, na Casa da Cultura, em Ribeirão Preto.

O projeto oferecerá, gratuitamente, aos alunos do quarto ano da EMEF Faustino Jarruche, sessões de contação de histórias com a atriz Mírian Fontana, sempre às 9h – seguidas de uma Roda de Conversa com escritores locais que vão dialogar com estudantes sobre os livros e a importância da leitura. Além de um curso de Contação de Histórias para educadores da rede municipal de ensino, a ser ministrado pela atriz Mírian Fontana. Direcionado a professores da rede municipal de ensino, o curso promoverá quatro encontros nos dias 18 e 25 de fevereiro e 11 e 13 de março, sempre às 18h30, com 12 horas de duração ao todo. “O intuito dessa oficina é estimular no professor a prática da contação de histórias em sala de aula, mesmo que por natureza ele já seja um contador, pois ele usa esse encantamento de histórias para sempre deixar o aluno motivado e vidrado na aula”, analisa.

Outro atrativo da agenda é a palestra Ler o mundo é essencial: impresso ou digital, com a jornalista Adriana Silva, vice-presidente da Fundação do Livro e Leitura, realizada no dia 19 de Fevereiro às 19h e Leituras dramáticas realizadas por alunos do curso técnico de Teatro do Senac. As obras escolhidas pertencem ao acervo da biblioteca, no dia 27 de Janeiro, às 15.

Todas as atividades são gratuitas e serão realizadas na Casa da Cultura Juscelino Kubitschek, onde está localizada a Biblioteca.

Folder Bibliotecal Impress+úo ext.jpg